top of page

Aulas remotas: não está fácil para ninguém.


A aula remota surgiu como uma reposta imediata, para que o ano letivo pudesse ter continuidade nesse contexto de pandemia. No entanto, já faz mais de um ano que estamos em isolamento e o ensino remoto ganhou espaço nos lares brasileiros e do mundo inteiro. Reunião remota para práticas pedagógicas, aulas remotas desde o infantil ao ensino universitário. Nesse mesmo contexto, nós, alunos da Universidade Federal de Sergipe (UFS), também estamos no mesmo ritmo que vocês, alunos do Costão. O que era para ser temporário (no nosso imaginário isso seria apenas um período) já se estendeu para o segundo período, sem previsão de término, já que não temos previsão de quando todos nós seremos vacinados.

E para que isso tudo funcione como esperado é necessário estabelecer uma rotina, ter uma boa internet, aparelho eletrônico, um ambiente tranquilo e acima de tudo muita paciência. Primeiro porque, muitas vezes, nem todos os integrantes da família tem um aparelho exclusivo para utilizar na hora que quiser. Segundo, a maior parte dos estudantes não tem acesso a uma internet que dê conta de tantas horas online, e muitas vezes é a internet do próprio professor que deixa todo mundo na mão. Muitas vezes, o sinal da internet cai no melhor momento da aula. Outras vezes, em meio à aula síncrona é possível ouvir sons, como nos casos em que os professores têm filhos ainda pequenos e estes resolvem chorar ou gritar no meio da aula, ou até mesmo quando o irmão de um aluno resolve pegar o fone de ouvido e a briga começa ao vivo e a cores. Histórias não faltam, mas o que não pode faltar mesmo é a paciência e o humor.


Na UFS o ensino está dividido entre as aulas síncronas (acontecem em tempo real) e as aulas assíncronas (tempo destinado a leitura, estudo, atividades, produção de materiais). Algumas disciplinas são mais fáceis de lidar nessa forma remota, outras nem tanto, mas com um pouco de paciência e motivação de todos os envolvidos é possível ter sucesso. Algumas das situações citadas no parágrafo anterior também ocorrem no nosso contexto da UFS.

Como podemos ver, não está sendo fácil para ninguém. De um lado, professores buscando se adaptar, do outro, alunos tentando acompanhar o novo método de ensino que entra em suas casas todos os dias. Num país com tantas diferenças sociais e econômicas já era de se esperar que encontrássemos inúmeras barreiras para dar continuidade à educação. Entretanto, não podemos esquecer que a educação é a melhor arma que temos para mudar a realidade de qualquer país, e mesmo em meio a tantas dificuldades não podemos desistir. Mesmo quando bater aquele desânimo, cansaço, vontade de desistir (quem nunca?), precisamos resistir.


Algumas dicas importantes para esse período de ensino remoto:

· Não se cobre tanto e seja mais gentil com as pessoas ao seu redor;

· Nas horas vagas procure cuidar do seu corpo e da sua mente: faça atividade física, leia um bom livro, assista a um bom filme ou uma boa série;

· Se precisar não tenha medo ou vergonha de pedir ajuda.



*Contribuição: residente João Paulo Santos Oliveira

120 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page